quinta-feira, 24 de junho de 2010

Bruno Collaço

34 comentários:

Anônimo disse...

Na base ate q tinha ido bem, mas se queimou nos profissionais... quem sabe possa ir bem apos rodar um pouco e ganhar experiencia?

Anônimo disse...

Discordo que tenha se queimado no profssional. Collaço é muito melhor que Fábio Santos, Neutons da vida. Por interesses extras a midia resolveu enxergar somente ele. Por que não falam nas falhas de Rodrigo, Oséia e cia. ltda. Ah é mais fácil atirar pedras em garotos. Não dá nada.

Artur disse...

Bruno Collaço é muito fraco. Mas tenho certeza que não é pior que o Fábio Santos.
huahuahua

CHAPADO BLOG disse...

Collaço é muito melhor que Fábio Santos

Anônimo disse...

Pode ser que ganhando experiência, melhore e mostre alguma coisa, na Segundona, ano que vem.

Anônimo disse...

dizem q ta indo tri bem no interior paulista, nao me lembro o nome do time... (foi por emprestimo)

Anônimo disse...

Discordo totalmente dos comentários maldosos dos ditos (entendidos de futebol) sobre Collaço. Fraco era o técnico Silas (está provado, nem no Flamengo emplacou) que não soube ou não quiz explorar o ponto forte do Collaço. Ah tem tantas coisas por tras do futebol, que não vale a pena nem discutir.

Anônimo disse...

Ele é ruim.

Anônimo disse...

25/06/2010
Apresentado pela Ponte, Bruno Collaço fala em carinho pelo Grêmio e 'pegada'

Bruno Collaço se diz tranquilo e quer aproveitar oportunidades em novo clube pare retornar melhor

Bruno Collaço foi emprestado para a Ponte Preta até dezembro deste ano. O lateral-esquerdo não teve muitas oportunidades no Grêmio em 2010, mas sempre que necessário mostrou serviço. Em sua apresentação oficial, o atleta lembrou o carinho que sente pelo clube portoalegrense e comparou a 'pegada' da Série B com o Campeonato Gaúcho.

"Comecei no Grêmio com 9 anos, cheguei muito cedo. É uma equipe que valoriza muito as categorias de base. Tenho muito carinho pelo Grêmio, todos sabem. Mas hoje minha cabeça está aqui na Ponte Preta, quero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a voltar à primeira divisão. Essa situação vai ser muito importante para mim, tenho certeza. Estou vivendo uma nova fase. Vim feliz e espero terminar o ano na primeira divisão", disse Bruno Collaço.

Na atual temporada, o jogador teve propostas de muitos clubes, mas sempre relutou em deixar o Olímpico. Com o empréstimo, a ideia da direção gremista é que Collaço ganhe experiência e retorne em outra condição para Porto Alegre.

"Frequentei a Seleção desde a categoria Sub-15. Foi muito bom para mim, porque aprendi muito lá. Sempre tento aproveitar essas experiências no profissional", disse. "Conversei um pouco com o professor, ele me passou bastante confiança para trabalhar. Vim para jogar e espero mostrar nos treinamentos que tenho condições de ser titular", completou.

Acostumado com jogadas ríspidas, que são comuns no Estadual, Bruno comparou a Série B com o Gauchão e se disse tranquilo para estreia após o recesso de Copa do Mundo.

"Mais pegado que o Gauchão é impossível, não é? Mas eu já vi muitos jogos da Série B e sei que não tem moleza. Estou bem acostumado ao estilo de jogo com muita pegada, muita marcação forte, e vou manter isso aqui", explicou.

Bruno já esteve em campo em um jogo-treino pela Ponte Preta, na última quinta-feira. O jogador foi elogiado por Jorginho, seu novo técnico. "É o começo de um trabalho, ainda estou me adaptando às características dos novos companheiros e ao modo como o professor Jorginho pensa o futebol. Ele me deu muita confiança desde que cheguei e isso é fundamental para um bom desempenho. Fiquei contente pela produção e a tendência é melhorar a cada dia", comentou.

Sem Collaço, a lateral-esquerda do Grêmio tem disponíveis: Fábio Santos, Uendel e Neuton. Lúcio, que é esperado nesta semana em Porto Alegre, ainda não tem futuro definido, pois seu contrato de empréstimo se encerra no dia 30.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/06/25/apresentado-pela-ponte-bruno-collaco-fala-em-carinho-pelo-gremio-e-pegada.jhtm

Anônimo disse...

25/06/2010
Apresentado pela Ponte, Bruno Collaço fala em carinho pelo Grêmio e 'pegada'

Bruno Collaço se diz tranquilo e quer aproveitar oportunidades em novo clube pare retornar melhor

Bruno Collaço foi emprestado para a Ponte Preta até dezembro deste ano. O lateral-esquerdo não teve muitas oportunidades no Grêmio em 2010, mas sempre que necessário mostrou serviço. Em sua apresentação oficial, o atleta lembrou o carinho que sente pelo clube portoalegrense e comparou a 'pegada' da Série B com o Campeonato Gaúcho.

"Comecei no Grêmio com 9 anos, cheguei muito cedo. É uma equipe que valoriza muito as categorias de base. Tenho muito carinho pelo Grêmio, todos sabem. Mas hoje minha cabeça está aqui na Ponte Preta, quero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a voltar à primeira divisão. Essa situação vai ser muito importante para mim, tenho certeza. Estou vivendo uma nova fase. Vim feliz e espero terminar o ano na primeira divisão", disse Bruno Collaço.

Na atual temporada, o jogador teve propostas de muitos clubes, mas sempre relutou em deixar o Olímpico. Com o empréstimo, a ideia da direção gremista é que Collaço ganhe experiência e retorne em outra condição para Porto Alegre.

"Frequentei a Seleção desde a categoria Sub-15. Foi muito bom para mim, porque aprendi muito lá. Sempre tento aproveitar essas experiências no profissional", disse. "Conversei um pouco com o professor, ele me passou bastante confiança para trabalhar. Vim para jogar e espero mostrar nos treinamentos que tenho condições de ser titular", completou.

Acostumado com jogadas ríspidas, que são comuns no Estadual, Bruno comparou a Série B com o Gauchão e se disse tranquilo para estreia após o recesso de Copa do Mundo.

"Mais pegado que o Gauchão é impossível, não é? Mas eu já vi muitos jogos da Série B e sei que não tem moleza. Estou bem acostumado ao estilo de jogo com muita pegada, muita marcação forte, e vou manter isso aqui", explicou.

Bruno já esteve em campo em um jogo-treino pela Ponte Preta, na última quinta-feira. O jogador foi elogiado por Jorginho, seu novo técnico. "É o começo de um trabalho, ainda estou me adaptando às características dos novos companheiros e ao modo como o professor Jorginho pensa o futebol. Ele me deu muita confiança desde que cheguei e isso é fundamental para um bom desempenho. Fiquei contente pela produção e a tendência é melhorar a cada dia", comentou.

Sem Collaço, a lateral-esquerda do Grêmio tem disponíveis: Fábio Santos, Uendel e Neuton. Lúcio, que é esperado nesta semana em Porto Alegre, ainda não tem futuro definido, pois seu contrato de empréstimo se encerra no dia 30.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/06/25/apresentado-pela-ponte-bruno-collaco-fala-em-carinho-pelo-gremio-e-pegada.jhtm

Anônimo disse...

25/06/2010
Apresentado pela Ponte, Bruno Collaço fala em carinho pelo Grêmio e 'pegada'

Bruno Collaço se diz tranquilo e quer aproveitar oportunidades em novo clube pare retornar melhor

Bruno Collaço foi emprestado para a Ponte Preta até dezembro deste ano. O lateral-esquerdo não teve muitas oportunidades no Grêmio em 2010, mas sempre que necessário mostrou serviço. Em sua apresentação oficial, o atleta lembrou o carinho que sente pelo clube portoalegrense e comparou a 'pegada' da Série B com o Campeonato Gaúcho.

"Comecei no Grêmio com 9 anos, cheguei muito cedo. É uma equipe que valoriza muito as categorias de base. Tenho muito carinho pelo Grêmio, todos sabem. Mas hoje minha cabeça está aqui na Ponte Preta, quero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a voltar à primeira divisão. Essa situação vai ser muito importante para mim, tenho certeza. Estou vivendo uma nova fase. Vim feliz e espero terminar o ano na primeira divisão", disse Bruno Collaço.

Na atual temporada, o jogador teve propostas de muitos clubes, mas sempre relutou em deixar o Olímpico. Com o empréstimo, a ideia da direção gremista é que Collaço ganhe experiência e retorne em outra condição para Porto Alegre.

"Frequentei a Seleção desde a categoria Sub-15. Foi muito bom para mim, porque aprendi muito lá. Sempre tento aproveitar essas experiências no profissional", disse. "Conversei um pouco com o professor, ele me passou bastante confiança para trabalhar. Vim para jogar e espero mostrar nos treinamentos que tenho condições de ser titular", completou.

Acostumado com jogadas ríspidas, que são comuns no Estadual, Bruno comparou a Série B com o Gauchão e se disse tranquilo para estreia após o recesso de Copa do Mundo.

"Mais pegado que o Gauchão é impossível, não é? Mas eu já vi muitos jogos da Série B e sei que não tem moleza. Estou bem acostumado ao estilo de jogo com muita pegada, muita marcação forte, e vou manter isso aqui", explicou.

Bruno já esteve em campo em um jogo-treino pela Ponte Preta, na última quinta-feira. O jogador foi elogiado por Jorginho, seu novo técnico. "É o começo de um trabalho, ainda estou me adaptando às características dos novos companheiros e ao modo como o professor Jorginho pensa o futebol. Ele me deu muita confiança desde que cheguei e isso é fundamental para um bom desempenho. Fiquei contente pela produção e a tendência é melhorar a cada dia", comentou.

Sem Collaço, a lateral-esquerda do Grêmio tem disponíveis: Fábio Santos, Uendel e Neuton. Lúcio, que é esperado nesta semana em Porto Alegre, ainda não tem futuro definido, pois seu contrato de empréstimo se encerra no dia 30.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/06/25/apresentado-pela-ponte-bruno-collaco-fala-em-carinho-pelo-gremio-e-pegada.jhtm

Anônimo disse...

25/06/2010
Apresentado pela Ponte, Bruno Collaço fala em carinho pelo Grêmio e 'pegada'

Bruno Collaço foi emprestado para a Ponte Preta até dezembro deste ano. O lateral-esquerdo não teve muitas oportunidades no Grêmio em 2010, mas sempre que necessário mostrou serviço. Em sua apresentação oficial, o atleta lembrou o carinho que sente pelo clube portoalegrense e comparou a 'pegada' da Série B com o Campeonato Gaúcho.

"Comecei no Grêmio com 9 anos, cheguei muito cedo. É uma equipe que valoriza muito as categorias de base. Tenho muito carinho pelo Grêmio, todos sabem. Mas hoje minha cabeça está aqui na Ponte Preta, quero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a voltar à primeira divisão. Essa situação vai ser muito importante para mim, tenho certeza. Estou vivendo uma nova fase. Vim feliz e espero terminar o ano na primeira divisão", disse Bruno Collaço.

Na atual temporada, o jogador teve propostas de muitos clubes, mas sempre relutou em deixar o Olímpico. Com o empréstimo, a ideia da direção gremista é que Collaço ganhe experiência e retorne em outra condição para Porto Alegre.

"Frequentei a Seleção desde a categoria Sub-15. Foi muito bom para mim, porque aprendi muito lá. Sempre tento aproveitar essas experiências no profissional", disse. "Conversei um pouco com o professor, ele me passou bastante confiança para trabalhar. Vim para jogar e espero mostrar nos treinamentos que tenho condições de ser titular", completou.

Acostumado com jogadas ríspidas, que são comuns no Estadual, Bruno comparou a Série B com o Gauchão e se disse tranquilo para estreia após o recesso de Copa do Mundo.

"Mais pegado que o Gauchão é impossível, não é? Mas eu já vi muitos jogos da Série B e sei que não tem moleza. Estou bem acostumado ao estilo de jogo com muita pegada, muita marcação forte, e vou manter isso aqui", explicou.

Bruno já esteve em campo em um jogo-treino pela Ponte Preta, na última quinta-feira. O jogador foi elogiado por Jorginho, seu novo técnico. "É o começo de um trabalho, ainda estou me adaptando às características dos novos companheiros e ao modo como o professor Jorginho pensa o futebol. Ele me deu muita confiança desde que cheguei e isso é fundamental para um bom desempenho. Fiquei contente pela produção e a tendência é melhorar a cada dia", comentou.

Sem Collaço, a lateral-esquerda do Grêmio tem disponíveis: Fábio Santos, Uendel e Neuton. Lúcio, que é esperado nesta semana em Porto Alegre, ainda não tem futuro definido, pois seu contrato de empréstimo se encerra no dia 30.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/06/25/apresentado-pela-ponte-bruno-collaco-fala-em-carinho-pelo-gremio-e-pegada.jhtm

Anônimo disse...

25/06/2010
Apresentado pela Ponte, Bruno Collaço fala em carinho pelo Grêmio e 'pegada'

Bruno Collaço se diz tranquilo e quer aproveitar oportunidades em novo clube pare retornar melhor

Bruno Collaço foi emprestado para a Ponte Preta até dezembro deste ano. O lateral-esquerdo não teve muitas oportunidades no Grêmio em 2010, mas sempre que necessário mostrou serviço. Em sua apresentação oficial, o atleta lembrou o carinho que sente pelo clube portoalegrense e comparou a 'pegada' da Série B com o Campeonato Gaúcho.

"Comecei no Grêmio com 9 anos, cheguei muito cedo. É uma equipe que valoriza muito as categorias de base. Tenho muito carinho pelo Grêmio, todos sabem. Mas hoje minha cabeça está aqui na Ponte Preta, quero fazer um bom campeonato, ajudar a equipe a voltar à primeira divisão. Essa situação vai ser muito importante para mim, tenho certeza. Estou vivendo uma nova fase. Vim feliz e espero terminar o ano na primeira divisão", disse Bruno Collaço.

Na atual temporada, o jogador teve propostas de muitos clubes, mas sempre relutou em deixar o Olímpico. Com o empréstimo, a ideia da direção gremista é que Collaço ganhe experiência e retorne em outra condição para Porto Alegre.

"Frequentei a Seleção desde a categoria Sub-15. Foi muito bom para mim, porque aprendi muito lá. Sempre tento aproveitar essas experiências no profissional", disse. "Conversei um pouco com o professor, ele me passou bastante confiança para trabalhar. Vim para jogar e espero mostrar nos treinamentos que tenho condições de ser titular", completou.

Acostumado com jogadas ríspidas, que são comuns no Estadual, Bruno comparou a Série B com o Gauchão e se disse tranquilo para estreia após o recesso de Copa do Mundo.

"Mais pegado que o Gauchão é impossível, não é? Mas eu já vi muitos jogos da Série B e sei que não tem moleza. Estou bem acostumado ao estilo de jogo com muita pegada, muita marcação forte, e vou manter isso aqui", explicou.

Bruno já esteve em campo em um jogo-treino pela Ponte Preta, na última quinta-feira. O jogador foi elogiado por Jorginho, seu novo técnico. "É o começo de um trabalho, ainda estou me adaptando às características dos novos companheiros e ao modo como o professor Jorginho pensa o futebol. Ele me deu muita confiança desde que cheguei e isso é fundamental para um bom desempenho. Fiquei contente pela produção e a tendência é melhorar a cada dia", comentou.

Sem Collaço, a lateral-esquerda do Grêmio tem disponíveis: Fábio Santos, Uendel e Neuton. Lúcio, que é esperado nesta semana em Porto Alegre, ainda não tem futuro definido, pois seu contrato de empréstimo se encerra no dia 30.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/06/25/apresentado-pela-ponte-bruno-collaco-fala-em-carinho-pelo-gremio-e-pegada.jhtm

Anônimo disse...

postei varias vezes a mesma noticia sem querer... alguem apaga por favor!

Anônimo disse...

02/10/2010
Bruno Collaço marca seu primeiro gol como profissional

A 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2010 vai ficar marcada na carreira de Bruno Collaço. Foi na partida da Ponte Preta contra o Figueirense, em Florianópolis, que o lateral-esquerdo marcou seu primeiro gol como atleta profissional. Collaço cobrou falta aos 47 minutos do segundo tempo, no canto esquerdo do goleiro.

"Fiquei muito feliz pelo gol, é mais uma coisa boa que acontece comigo aqui em Campinas. Fui muito bem recebido pelo grupo, pela comissão técnica e pela torcida. Acho que me identifiquei pela maneira como atuo, sempre indo até o limite. Espero terminar o ano com a Ponte na primeira divisão."

Titular desde que foi apresentado e dono de cinco assistências na competição, a cobrança perfeita reforça o bom momento técnico de Collaço.

"Já nas categorias de base eu treinava muito a batida na bola. Sou lateral, tenho que facilitar a vida dos atacantes com bons cruzamentos. Também tento aperfeiçoar o chute no gol durante os trabalhos da semana, mas nem sempre é possível, porque o calendário apertado não permite que você desgaste muito a musculatura. Fui feliz na cobrança, colocada e forte. A bola caiu logo depois de passar pela barreira. Estava bem perto da grande área, isso dificulta para o goleiro."

Mas a noite não foi completa, porque a Ponte acabou derrotada por quatro a dois e ficou a três pontos do G4. O time de Campinas volta a campo na sexta-feira, quando enfrenta o América-RN, no estádio Machadão, em Natal.

"Tivemos uma arrancada muito boa no pós-Copa, mas caímos um pouco no returno. Não é fácil sair da parte de baixo da tabela e entrar no G4 como fizemos, essa recuperação só foi possível com muita entrega e quase não havia tempo para recuperar a parte física. Estamos a três pontos da zona de classificação e vamos fazer de tudo para conseguir esse objetivo."

http://www.futnet.com.br/futebolpaulista/pontepreta/noticias/?114245_bruno_colla%E7o_marca_seu_primeiro_gol_como_profissional

Anônimo disse...

Entrevista: Bruno Collaço, lateral da Ponte Preta

10/09/10

Amigos blogueiros, sexta-feira, dia de início de mais uma rodada da Série B, desta vez a 21ª, com 3 partidas. Nos Aflitos, o Náutico busca a reabilitação diante do Duque de Caxias. Em Arapiraca, o ASA faz confronto direto de candidatos ao rebaixamento contra o Bragantino. E no Durival de Britto, a Ponte Preta tenta manter a ótima fase diante de um embalado, mas desfalcado Paraná.

Mas sexta-feira também é dia de entrevista aqui na Revista. E nosso convidado de hoje é justamente da Ponte, o lateral-esquerdo Bruno Collaço. Revelado pelo Grêmio, o jovem jogador de 20 anos vinha sendo pouco aproveitado no Olímpico e foi emprestado durante a pausa para a Copa do Mundo para a Macaca, que na época fazia péssima campanha (estava na 16ª posição). De imediato, Bruno assumiu a condição de titular e hoje é peça fundamental no esquema do técnico Jorginho, seja na marcação, seja no ataque, tanto é que é o líder do time em assistências na Série B. Nesta entrevista, Collaço fala sobre a excelente fase da Ponte, sobre a união do grupo e de seus planos para a carreira.

Confira a entrevista com Bruno Collaço, lateral-esquerdo da Ponte Preta:

Antes da Copa do Mundo, a campanha da Ponte Preta era péssima, o time era o 16° colocado e tinha apenas 1 vitória. Depois da Copa, porém, tudo mudou, o time engatou uma sequência incrível de vitórias e agora é o vice-líder. Você não estava na Ponte na fase ruim, mas o que acha que mudou para que acontecesse essa virada?

O grupo da Ponte Preta é muito unido. A persistência e a dedicação têm sido fundamentais nesta importante campanha. Todos os jogadores que chegaram, vieram acreditando no time. Isso foi somando com a vontade daqueles que já estavam aqui e o resultado está sendo muito positivo. Conseguimos criar uma forte relação entre jogadores e comissão técnica. Sem falar no apoio da torcida, que vem nos dando um suporte fantástico. Enfim, a virada é uma soma de fatores.

Qual a importância dos reforços que chegaram na pausa para a Copa nessa arrancada da Ponte?

Os reforços chegaram para contribuir e ajudar o time a conseguir os resultados desejados. Falo por mim, mas sei que todos vieram motivados a buscar espaço na Ponte. O time foi se encaixando durante os treinamentos e os jogos e os reforços mostraram suas qualidades. Estamos contribuindo para a evolução da equipe.

Com sinceridade, vocês acreditavam que conseguiriam tantas vitórias e terminariam o primeiro turno a apenas um ponto do líder?

É que tudo aconteceu de forma muito positiva, por isso o salto tão grande. Mas eu acreditava que seria possível, sim, porque confiamos na proposta de trabalho do professor Jorginho e aproveitamos exaustivamente o período de recesso para tentar fazer todos os ajustes. Cada reforço que chegou trouxe sua contribuição e ao final do recesso sabíamos que estávamos prontos para lutar e buscar os pontos perdidos no início do campeonato. Temos dois objetivos maiores: o acesso à Série A e o título da Série B.

Anônimo disse...

O que fazer para conseguir manter esse ritmo até o final da Série B?

Precisamos manter a confiança e a união do grupo, pois todos são importantes, mesmo quem não está jogando no momento. Um campeonato longo como esse exige um elenco qualificado, pois ocorrem lesões e suspensões e quem entrar tem que estar preparado para dar conta do recado. Isso será fundamental para manter este ritmo forte e para atingir nossos objetivos.

Pelo que eu acompanho nas entrevistas, o Jorginho parece ter uma ótima relação com vocês. Ele inclusive já chegou a dizer que os considera como filhos. Como é essa relação com o Jorginho e como você classifica o trabalho dele?

A relação com Jorginho é a melhor possível, desde que cheguei aqui fui muito bem recebido pelo professor e toda sua comissão técnica. O Jorginho é um grande treinador, que sabe valorizar o trabalho de seus jogadores e que está sempre atento, buscando melhorar e corrigir qualquer erro do nosso time. Ele é muito detalhista. Esta recuperação do time é, sem dúvida, mérito do Jorginho, porque seu trabalho vem sendo fundamental nesta arrancada da Ponte.

Você é o líder do time em assistências nessa Série B (5, no total) e é presença constante nas jogadas de ataque. O esquema com 3 volantes facilita pra você ter mais liberdade?

O nosso time encaixou de uma forma muito consistente. Jogar com 3 volantes me dá cobertura e proteção, proporcionando uma grande liberdade para chegar ao ataque. O time está explorando muito bem as jogadas pelas laterais, graças a essa boa sintonia na transição “ataque e defesa” que o professor Jorginho implantou. Também não posso deixar de citar a enorme confiança que ele me dá para poder desenvolver todo o meu futebol. Isso conta muito. Fico feliz de estar ajudando o nosso time a chegar forte no ataque. Mas é tudo uma questão de treinamento e entendimento do que está sendo proposto. Se ele variar o esquema, também posso contribuir.

Muita gente pode pensar que sair do Grêmio para jogar na Série B seja um passo atrás, mas na Ponte você assumiu a condição de titular absoluto e tem jogado bem mais. Qual a importância dessa passagem pela Ponte Preta para sua carreira?

Estou trabalhando forte e conquistando meu espaço no futebol. O professor Jorginho e o Anderson Lima possuem importante papel neste meu crescimento pelas oportunidades que me deram e pelo apoio e a confiança que depositam no meu trabalho. Sem dúvida a vinda para a Ponte Preta está sendo importante para meu crescimento profissional. Estou sendo valorizado aqui em Campinas e me sinto feliz por estar contribuindo. E ainda mais feliz por poder mostrar minha qualidade e meu potencial. Tenho a confiança e o respeito de todos, estou passando por uma fase muito boa.

Quais são os seus sonhos no futebol?

Hoje o meu maior sonho é levar a Ponte Preta para a Série A. Mas tenho outros. A Seleção Brasileira, por exemplo. Todo o jogador quer chegar lá e comigo não é diferente. Acredito que uma boa campanha este ano aqui vai me ajudar a iniciar essa caminhada. Já joguei nas Seleções de base e sei que o gosto de vestir essa camisa é maravilhoso. Quero muito defender o Brasil nas próximas Olimpíadas. Para alcançar estes sonhos, sei que preciso continuar dando o meu melhor, sempre me dedicando e trabalhando forte. É esta fórmula que vou utilizar para tornar meus sonhos realidade.

Mande um recado para a torcida da Ponte Preta.

Gostaria de agradecer pelo apoio que a torcida vem dando ao nosso time. Quando entramos em campo e vemos o estádio lotado e a torcida cantando sentimos uma alegria enorme em defender a Ponte. Podem ter certeza que todos os jogadores estão lutando de todas as maneiras pelo acesso. Sei que a estrada ainda é muito longa, mas queremos dar isso à torcida: o retorno à Série A. Ela merece.

http://colunas.sportv.globo.com/revistadaserieb/2010/09/10/entrevista-bruno-collaco-lateral-da-ponte-preta/

Anônimo disse...

Lateral-esquerdo Bruno Collaço indicado como um dos três melhores da posição na Série B

17/11/2010 | 23h19min

Jogador pertence ao Grêmio e está emprestado para a Ponte Preta

O lateral-esquerdo Bruno Collaço, que está emprestado pelo Grêmio e disputa a Série B deste ano pela Ponte Preta, foi indicado pelo SporTV como um dos três melhores da sua posição na competição. Os outros concorrentes são Ávine, do Bahia, e Juninho, do Figueirense.

Collaço foi apresentado como reforço da Ponte Preta no dia 23 de junho. Titular desde o primeiro jogo do período pós-Copa, participou de todas as rodadas da Série B desde então. Em 28 partidas, marcou dois gols de falta e, com oito assistências, é o sétimo jogador que mais deu passe para gol na competição.

– Fico feliz pela indicação, acho que é o reconhecimento por tudo que fiz. Sempre me dediquei e busquei aproveitar as oportunidades de jogar para mostrar meu trabalho. Futebol é sequência e isso eu tive em Campinas. Participei de todos os jogos desde que cheguei e acho que o ponto forte foi a regularidade. Durante todo esse período consegui fazer boas atuações, ajudando na defesa e no ataque. Pude contribuir para o melhor momento da equipe, logo depois da Copa do Mundo, quando tivemos uma sequência de seis vitórias, o que não acontecia há 31 anos, e subimos até o segundo lugar. Infelizmente não foi possível manter.

O empréstimo de Bruno Collaço para a Ponte Preta termina no final de 2010. O lateral tem contrato com o Grêmio até 2013.

http://www.clicrbs.com.br/esportes/rs/noticias/futebol-gremio,3112928,Lateral-esquerdo-Bruno-Collaco-indicado-como-um-dos-tres-melhores-da-posicao-na-Serie-B.html

Anônimo disse...

Ele tava muito bem até se machucar (de novo).

Mas agora não tem mais vaga, não...

Anônimo disse...

Discípulo do Fábio Santos... se juntar os dois não dá 1 Gilson... pq o Gilson está no banco?
Pow... não tem tu vai tu mesmo??

Anônimo disse...

Na base ele era bom, talvez conseguiu amadurecer seu futebol com essa passagem pela Ponte Preta...

Anônimo disse...

Bruno Collaço deve ser reaproveitado

29/12/2010

O lateral Bruno Collaço, que disputou a Série B de 2010 pela Ponte Preta, pode ser reforço do Grêmio para a disputa do Gauchão e da Libertadores. O vice de Futebol do clube, Antônio Vicente Martins, confirmou em entrevista à rádio Bandeirantes, nesta quarta-feira, que o atleta deve participar da pré-temporada juntamente com o grupo principal.

“O Collaço pode permanecer. Ele tem sido procurado pela própria Ponte Preta e também por outras equipes, mas vai se reapresentar com o restante do grupo e nós temos a intenção de que ele permaneça”, disse.

O jogador seria uma reposição a saída de Fábio Santos que não renovou o contrato. Atualmente o Grêmio tem para a função Lúcio, que pode atuar também no meio campo, e Gilson.

http://www.finalsports.com.br/03/comando/headline.php?n_id=149061&u=0%5C

Anônimo disse...

esse vai ser o ano do collaço
vai chegar pra ocupar a vaga do burro santos e vamos libertar a libertadores das maos dos macacos
vamo gremio

Anônimo disse...

bruno colaço outro cancer no time gremista... e esse eh dos cancer maligno pqp

Anônimo disse...

evoluiu este ano.......

Anônimo disse...

nao entendo como pode bruno collaço ser o queridinho do renato. o q esta acontecendo? ele escala o guri em qualquer posição como se fosse a soluçao da lavoura. seria lobby pra vender o garoto na sequencia? nao é possivel, quer escalar entao q escale na lateral esquerda essa ferida....e tenho dito.

Anônimo disse...

Este é um exemplo do porquê do período vivido pelo Grêmio nesta última década. Já teve 500 chances no time principal e NUNCA apresentou futebol para estar sequer no plantel. Toca prá frente. Deixa ser titular lá nas séries B ou C que é seu lugar.

Anônimo disse...

tamakidinovu

Anônimo disse...

O "MENTIRA" TÁ DE VOLTA( PQ TEM A PERNA CURTA)PREFERIA ATÉ Q O LUCIO JOGASSE!!

jeferson disse...

tem como me da uma chance de fazer um teste sou zagueiro ou l.esquerdo

jeferson disse...

tem como me da uma chance de fazer um teste sou zagueiro ou l.esquerdo

Anônimo disse...

joga porra nenhuma,mas serve no timin do gremio.

Sandro Ledur disse...

Era muito ruim. Famoso "Bruno Cabaço"

Anônimo disse...

ESTE CHORAVA DE LIMITADO!!! MEU RESERVA DA ESQUERDA NO MEU GRÊMIO DOS PESADELOS!!!