quarta-feira, 29 de julho de 2009

Roger Marques


30 comentários:

actionlive1958 disse...

Roger Eterno, tem que voltar pro GRÊMIO, prá fazer o que não sei. Mas, arrumem um lugar prá ele no clube. Baita moral, grande pessoa, excelente profissional. o cara é gente.

Anônimo disse...

Ta estudando pra ser treinador... quem sabe um dia ele treina o Gremio

Anônimo disse...

LATERAL ESQUERDO

Anônimo disse...

horrivel roger não FAZ falta pro gremio e nunca FARÁ !!

Yuri V.L

Jair Bernardes disse...

O melhor lateral que já vi jogar, seja como ala, atacando e cruzando pro Jardel, seja recuado, como um falso zagueiro.
Nunca perdeu uma jogada pro fabiano cachaça, e uma vez driblou o cachaça e deixou o colorado sentado no chão.

araken medeiros disse...

VELHO, VOCE FEZ MUITO PELO GREMIO BOA SORTE COMO TREINADOR.

Anônimo disse...

grande lateral
era um da safra do gremio ,naquele tempo o gremio tinha categoria debase

Cristiano disse...

Foi considerado melhor lateral esquerdo do Brasil, batendo Roberto Carlos na época!

Conhecia muito a bola esse ae...o melhor q o gremiuo já teve na posição!

Anônimo disse...

roger eterno, melhor lateral esquerdo da historia do gremio.

Anônimo disse...

Esse era tão bom defensor que entre 95 e 96 passou mais de um ano sem tomar dribles. Era quase impossível atacar o lado esquerdo do Grêmio.

sandro alécio disse...

Melhor da história é exagero. Mas, foi sim, grande lateral.

Anônimo disse...

PUTA lateral, mais do que um jogador, um cidadão. Marcava bem pra caralho, lateral clássico. O Cachaça e o Marcelinho tremiam diante dele. Fez história no TRICOLOR... ETERNO!

Anônimo disse...

Ídolos do Grêmio, Roger e Emerson podem voltar a trabalhar no clube30/12/2010

UOL ESPORTE

Dois ex-jogadores que brilharam no Grêmio nos anos 90 e ajudaram o clube a conquistar o bicampeonato da Libertadores podem voltar a trabalhar no estádio Olímpico. Roger e Emerson devem ser convidados para exercer funções diferentes em 2011.

Roger, que atuava na lateral-esquerda, seria um dos auxiliares do técnico Renato Gaúcho, com quem já trabalhou no Fluminense. Há o ex-volante Emerson, com passagens por clubes como Real Madrid e Milan, poderia atuar como um representante do clube para assuntos internacionais. Ele chegou a ser cotado para assumir a gerência do futebol, quando o Grêmio tentava nomes como Rodrigo Caetano.

A direção do Grêmio não confirma a presença dos ex-jogadores como funcionários, mas admite a possibilidade. “Ele é um profissional com muito trânsito internacional. Pode ser usado como um embaixador do Grêmio”, afirmou o vice-presidente de futebol Antônio Vicente Martins sobre Emerson, em entrevista ao jornal Zero Hora.

De acordo com o próprio Martins, Emerson colaborou na aproximação do Grêmio com o empresário Roberto de Assis Moreira, irmão de Ronaldinho Gaúcho. O ex-jogador já participou de reuniões para discutir o retorno do craque ao estádio Olímpico.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/12/30/idolos-do-gremio-roger-e-emerson-podem-voltar-a-trabalhar-no-clube.jhtm

Anônimo disse...

ESTA DE VOLTA AO GREMIO!

Anônimo disse...

05/01/2011
Roger volta ao Grêmio como auxiliar técnico de Renato Gaúcho

Ex-lateral defendeu a equipe principal gremista por mais de 400 jogos


Com discrição, o Grêmio anunciou no final da tarde desta quarta-feira a contratação do ex-lateral Roger, novo auxiliar do técnico Renato Gaúcho. Com apenas 35 anos, ele assume o cargo após se qualificar em cursos dirigidos à função.

Entre 1994 e 2003, Roger defendeu a equipe principal do Grêmio em mais de 400 jogos. Aplicado na defesa, transformou-se em zagueiro, comemorando apenas quatro gols marcados. Roger também passou pelo japonês Vissel Kobe e pelo Fluminense, onde conquistou o título da Copa do Brasil com Renato de treinador.

Roger passa a integrar a comissão técnica permanente do Grêmio como auxiliar técnico, ao lado do coordenador científico Luis Cezar Martins, do preparador físico Flávio de Oliveira e do treinador de goleiros Francisco Cersósimo. Essa será a equipe que vai trabalhar em conjunto com o técnico Renato Portaluppi e o auxiliar técnico Alexandre Mendes, segundo nota publicada no site do clube.

O primeiro dia de trabalho de Roger na função será nesta quinta-feira, a partir das 11h, com a apresentação oficial do grupo de jogadores para a temporada 2011.

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/gremio/noticia/2011/01/roger-volta-ao-gremio-como-auxiliar-tecnico-de-renato-gaucho.html

Anônimo disse...

Cada époce produz seus grandes jogadores, esse foi o cara do Grêmio nos anos 90..

É o típico jogador que deveria ter encerrado a carreira no Grêmio..

Anônimo disse...

Ídolo da torcida tricolor dos anos 90, Roger trocou a zaga e a lateral esquerda pelo apito

13 de janeiro de 2011

Ídolo da torcida tricolor dos anos 90, Roger não veste mais a camisa 6 no Estádio Olímpico. O apito passou a ser seu instrumento de trabalho. Ex- lateral esquerdo e zagueiro, Roger Machado Marques, 35 anos, é um dos três auxiliares do técnico Renato Portaluppi nesta temporada. Fora das quatro linhas, na função de auxiliar técnico, Roger tem hoje a mesma missão de 1995: ajudar o Grêmio a levantar a Taça Libertadores. Preparado para encarar o desafio, ele conhece o compromisso que tem nas mãos:

– Estou voltando para cá num momento muito especial. Quero torná- lo ainda mais especial.




O cargo

Aluno do quinto semestre do curso de Educação Física da Sogipa, Roger é um dos três encarregados a dar todo o suporte para o técnico Renato.

– Auxiliamos em todos os sentidos, no campo, nos treinamentos. Somos facilitadores para que ele fique livre para dar condições aos jogadores – explica o universitário.

As primeiras conversas sobre sua vinda ocorreram em agosto, 15 dias depois de o treinador ter assumido o time do Grêmio.

– Na época, ele manifestou vontade de a gente fazer algo juntos. Com a posse do presidente Paulo Odone, eles me procuraram para saber de meus planos. E eu queria fazer algo na prática, dentro de campo, que é a minha vocação – esclarece o ídolo.



Relação com Renato

Durante o período em que jogou no Fluminense, entre 2006 e 2008, Roger foi comandado por Renato por dois anos. Conquistaram a Copa do Brasil e foram vice- campeões da Libertadores. Antes, haviam se cruzado apenas algumas vezes.

– Com ele, passei a enxergar o futebol de outro ponto de vista. Como jogador, ele me fez sentir muito útil, uma liderança – destaca.

Agora, o ex- lateral busca mostrar seu trabalho na equipe técnica. A boa recepção por parte do grupo tem sido fundamental nesta nova jornada.

– Joguei com Gabriel no Flu. Os outros, já havia enfrentado. Isso gera uma proximidade. É muito importante – ressalta.
Cancha de Libertadores

– Uma vez fizeram uma estatística e disseram que eu tinha participado de 67 partidas de Libertadores da América – comenta.

O ex- lateral acredita que a experiência na competição, pela qual conquistou o maior título de sua carreira como jogador, será muito valiosa para o desafio deste ano.

– Com certeza, vai ser muito útil. Quero voltar a Tóquio – avalia.



Identificação com o clube

Roger defendeu a camisa tricolor de 1993 a 2003, além dos dois anos de base.

Com 12 anos de Olímpico, o canhoto tem identificação com o clube, valor que considera necessário a um bom futebol: – É inevitável ( a identificação).

Quando gostas e te sentes à vontade, a tendência é jogar tranquilo.

E com Ronaldinho foi diferente? – No caso dele, envolve outras coisas. Ele é uma marca mundial – argumenta.



Fim da carreira

Roger aposentou as chuteiras há dois anos. Estava no DC United, de Washington ( Estados Unidos), fazia uma semana. Um problema de hérnia de disco foi o sinal para encerrar a carreira.

– Tinha um objetivo pessoal de ir para lá, oferecer outra vida à minha família, estudar inglês, mas não deu – lamenta ele, pai de duas meninas, de cinco e dois anos.

Abalado, retornou ao Brasil com a roupa do corpo:

– Disse a mim mesmo: “ Vou parar”. Deixei as malas e voltei. Depois, descobri que a empresa que traria a bagagem faliu, e perdi tudo – lembra.

http://wp.clicrbs.com.br/doavesso/2011/01/13/idolo-da-torcida-tricolor-dos-anos-90-roger-trocou-a-zaga-e-a-lateral-esquerda-pelo-apito/?topo=52,1,1,,186,2

Anônimo disse...

outra foto do roger com a camisa do gremio (anos 90)

http://wp.clicrbs.com.br/doavesso/files/2011/01/Roger-Machado-Marques-212x300.jpg

Anônimo disse...

25/01/2011
Roger é o maior recordista de participações em Libertadores pelo Grêmio


Atual auxiliar técnico de Renato atuou em seis edições da competição com a camisa tricolor



O ex-lateral Roger, que hoje trabalha como auxiliar de Renato na comissão técnica do Grêmio, foi o jogador que mais participou de Libertadores com a camiseta tricolor. Foram seis edições pelo clube gaúcho – 1995, 1996, 1997, 1998, 2002 e 2003 –, com mais de 65 partidas.

– É uma competição distinta das outras. Assemelha-se um pouco com a Copa do Mundo, pois começa com uma fase de grupos e depois vira um torneio eliminatório. O nosso futebol é diferente de todos os outros sul-americanos. Falamos outra língua também, então, tudo isso torna a competição peculiar para os brasileiros. E o Grêmio, historicamente, adaptou-se a jogar estas competições – disse Roger.

Assim como Roger em 95, na sua primeira Libertadores, o grupo do Grêmio que estreia na pré-Libertadores na quarta-feira contra o Liverpool no Uruguai, também tem muitos jovens.

– Lembro que naquele plantel o Goiano ascendeu rapidamente. Ele já havia sido campeão pelo São Paulo e passou para os mais jovens a importância, o peso e a dificuldade de vencer a Libertadores – conta Roger.

Experiente, Roger pode perceber ao longo dos vários anos em que defendeu o Grêmio pelos gramados da América Latina e México o respeito que existe pela camisa tricolor.

– Eles (os sul-americanos) dizem que Grêmio é o brasileiro que mais se aproxima da maneira como eles jogam com força e habilidade técnica. O Gremio chega nos outros países respaldado pela sua história – encerra Roger, simplesmente o jogador que mais vezes disputou Libertadores pelo clube.

http://www.clicrbs.com.br/esportes/rs/noticias/futebol-gremio,3187580,Roger-e-o-maior-recordista-de-participacoes-em-Libertadores-pelo-Gremio.html

Anônimo disse...

é o nosso "treinador-adjunto" uaheuahuehueheuehuheuh

Anônimo disse...

cracaço, o maior lateral esquerdo que vi jogar

Anônimo disse...

ele poderia ter voltado antes como jogador... o ponto negativo da carreira dele foi este, eu acho.

Anônimo disse...

Grande Roger.
Símbolo de um Grêmio vitorioso!

Anônimo disse...

NÃO SEI SE FOI O MELHOR DA HISTORIA MAS FOI O ELHOR Q VI JOGAR,COMO PESSOS É DISCRETO E CENTRADO HJ EXERCE FUNÇAO DE AUXILIAR TECNICO NO GREMIO!!

Anônimo disse...

em 2004 mesmo tendo sido dispensado fez questão de ir pra Serra na pré-temporada para auxiliar a gurizada que compôs o time profissional naquele inicio de ano (dos 19 que viajaram, 13 eram juniores)

Anônimo disse...

em 2004 mesmo tendo sido dispensado fez questão de ir pra Serra na pré-temporada para auxiliar a gurizada que compôs o time profissional naquele inicio de ano (dos 19 que viajaram, 13 eram juniores)

david disse...

Tenho necessidade urgente de usar essa foto do Roger numa exposição, onde obter ela em melhor resolução? Onde o blogueiro conseguiu a mesma? Agradeço se enviar resposta para davidminuzzo@gmail.com

Anônimo disse...

COMO JOGADOR, INCONTESTÁVEL.
COMO PESSOA, COLORADO... (CREIAM, É VERDADE)

Anônimo disse...

Bom jogador, fez sucesso no Fluminense também, inclusive, fez o gol do título pro Fluminense na Copa do Brasil em 2007.

Allan disse...

Grande Roger! Ganhou tudo com o Grêmio! Baita lateral/zagueiro!