quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Áureo


9 comentários:

Anônimo disse...

Áureo Agostinho Arruda Maliverni

foi um catarinense que começou como centro-médio no Internacional de Lages, sua cidade natal, em 1952 quando começou a atuar nas divisões inferiores. Permaneceu no colorado lageano até 1958, quando foi contratado então pelo Flamengo de Caxias. Em 1961 o Grêmio foi buscá-lo na serra gaúcha. Na equipe tricolor atuou até 1971 conquistando inúmeros títulos, como o heptacampeonato em 1968.

Em 1971, ápos uma década servindo o tricolor gaúcho resolveu abandonar os gramados como atleta de futebol. Iniciou em 1974 como técnico da Associação Caxias de Futebol, tendo sagrado-se campeão da Taça Governador do Estado naquele ano. No ano seguinte dirigiu o Avaí tendo conquistado o cetro catarinense. A partir daí não parou mais tendo orientado praticamente todos os clubes de seu estado natal, menos o Criciúma e o Joinville.

No Rio Grande do Sul treinou o Santa Cruz e o Esportivo de Bento Gonçalves em mais de uma oportunidade.
Áureo Arruda integrou a equipe tricolor que era chamada "Classe A" pois sua defensiva era integrada pois sua defensiva era integrada por atletas que começavam com a letra A do alfabeto. Formava com Alberto ou Arlindo; Altemir, Airton, Áureo e Ortunho. Apenas Ortunho fugia a regra gramatical. Áureo participou da conquista da Copa O'Higgins, integrando a seleção brasileira representada pelos gaúchos e orientada por Carlos Froner. A equipe formava com Arlindo, Altemir, Ary Hercilio, Áureo e Sady, Cléo e Sérgio Lopes; Babá, João Severiano, Davi(Saulzinho) e Volmir(Vieira). Foram dois jogos com o Chile em território andino.


Entre os inúmeros técnicos que o orientaram, Áureo prefere não mencionar nenhum como o mais importante, afirmando que aprendeu um pouco com cada um, o mesmo procedimento político teve com os zagueiros que viu atuar.

Referentemente aos atacantes mencionou Pelé, Jairzinho e o português Eusébio como os que lhe deram maior trabalho para serem marcados. Apesar de quarto zagueiro marcou muitos gols. O inesquecível foi consignado contra o Aimoré, em 1959, quando era decidido o título gaúcho. A partida, muito disputada, estava quase no final e empatada sem gols. Aos 43 minutos da etapa final ocorre um penalti. Cobrador oficial do Grêmio, colocou a marca fatal e marcou o importante gol. Essa vitória praticamente definiu o título daquele ano, o tri campeonato gaúcho. O Aimoré foi vice campeão brilhantemente com a Academia do Cristo Rei do maestro Carlos Froner.

Quando garoto Áureo era torcedor do Fluminense do Rio de Janeiro e gostava muito do futebol de Telê Santana. Os catarinenses sempre tiveram muita identificação com o futebol carioca, principalmente nas décadas de 40,50 e 60. Hoje, Áureo que nasceu no dia 26 de Fevereiro de 1938, é funcionário público aposentado em Santa Catarina e um excelente técnico que tem prazer em transmitir aos seus pupilos a arte de jogar futebol, algo que realizou com maestria quando frequentava os gramados como atleta.

Assim resgatou-se a história de Áureo Malinverni, mais um catarinense que brilhou em nosso futebol, e contrariou o ditado futebolístico que diz que zagueiro que se preza não ganha Belford Duarte. Áureo foi agraciado com o mais importante troféu do nosso futebol no dia 14 de Agosto de 1969

FONTE: César Freitas (Coluna - Você Lembra? - Nº222)

Anônimo disse...

Muito obrigada pela declaração,é muito importante manter viva a memória dos jogadores que neste clube atuaram,pois foram eles que fizeram o Gremio ser o que é hoje! Nosso País deveria aprender a valorizar os atletas antigos e que ainda continuam entre nós!
Obrigada mais uma vez!
Ana Cristina Malinverni (filha)

Anônimo disse...

mais uma lenda do melhor time do gremio de todos os tempos!!!!!! 12 titulos em 13 anos!!!! grande centro medio

Anônimo disse...

Tive o prazer de jogar contra o àureo, como amador e ele como ex--jogador( na ETFESC). Já tive o prazer de encontrá-lo no Shoping Beiramar(Floripa) on de sua filha tinha ou tem uma loja.Craque.

Ana Cristina Malinverni disse...

Nós da família,agradecemos mais uma vez o carinho e a lembrança!
Ana Cristina

Anônimo disse...

ÁUREO, O DISCIPLINADO CAPITÃO DO TIME!!!

Anônimo disse...

Aureo, o disciplinado capitão do time!!!

Anônimo disse...

Grande Aureo, orgulho dos lageanos e dos gremistas!

Anônimo disse...

Áureo era quarto zagueiro, mas em alguns jogos pelo campeonato brasileiro o Cap. Froner o colocou de primeiro volante, com essa formação o Grêmio venceu ao Botafogo, Flamengo e Vasco no Maracanã, formando com Cléo e Sérgio Lopes um trio de meio campo, algo inédito na época.