sábado, 27 de setembro de 2008

Eder Aleixo


17 comentários:

Anônimo disse...

Potro selvagem!

Anônimo disse...

jogava em q posiçao e em q ano?

Rodrigo disse...

Era ponta esquerda... no tempo que isso existia... hehehehe.
Jogou no Grêmio de 77 a 79 e foi campeão gaúcho em 77 e em 79.

Anônimo disse...

Grande Éder, depois da seleção de 82. Golaço do meio do campo no Gasperin (coitado...)

Anônimo disse...

Uma vez, cagou dentro do sapato de Telê Santana.

Anônimo disse...

Cagou no sapato????
kkkkkkkkkkkkkkkk

Rafael Lopes disse...

esse era foda. o kleber do cruzeiro lembra muito ele, pelo estilo: canhoto, craque e maloqueiro.
kleber no gremio!!!!!

Anônimo disse...

o ataque do Gremio tinha q ser:

Maxi Lopez e Kleber!!

Artur Wolf disse...

Este foi um dos maiores jogadores de toda a história do Grêmio. Chute de perna esquerda era praticamente indefensável,

Anônimo disse...

Não endendo como o Eder aleixo não esta na seleção do Grêmio de todos os tempos.

Anônimo disse...

Éder Aleixo
O Bomba de Vespasiano

Èder Aleixo de Assis nasceu em Vespasiano em 25 de maio de 1957. Quando criança sonhava em ser igual ao seu conterrâneo e ídolo, Buião. Éder queria jogar como e onde Buião jogava; No Galo e na ponta-esquerda. Entretanto, Éder começou sua carreira no América Mineiro em 1975 onde se destacou. Em 1977 , transferiu para o Grêmio de Porto Alegre sob a indicação de Telê Santana. No Grêmio fez historia ao ser campeão Gaúcho em cima do Internacional em uma final emocionante. Em 1979 voltou a ser campeão.

Éder sempre teve a fama de rebelde e estopim curto. No Grêmio em 77 rebelou-se contra o regime de concentração imposta aos jogadores solteiros por Telê Santana e fugiu da concentração. Não o bastante, antes de fugir defecou nos sapatos do técnico. Mas apesar dessa passagem, Telê e Éder sempre tiveram bom relacionamento. Éder considerava Telê.um pai, ou melhor, um “paizão”. Telê o via como um grande talento o sob seu comando levou a Copa do Mundo de 1982.

Em 1980, Éder chegou no Atlético, seu passe foi trocado com o de Paulo Isidoro. No Galo, chegou a Seleção e entrou para história como o maior ponta esquerda que o Galo já teve.
Ele possuía um verdadeiro canhão de esquerda. Era conhecido também como o Bomba de Vespasiano. Mas essa não era a sua única arma. Éder era habilidoso, driblava em velocidade e, por ter boa condição física, dificilmente perdia as divididas com os zagueiros adversários. Mas seus potentes chutes de fora da área eram sua marca registrada. Éder chegava a treinar mais de cem chutes a gol diariamente, o que acabou por lhe dar uma precisão imensa: comentava-se que conseguia por a bola onde quisesse. Éder foi o jogador brasileiro que mais recebia cartas em seu tempo. Cartas principalmente de mulheres em média 16 mil por mês. Pelo Galo, Éder conquistou cinco títulos mineiros (1980, 81, 82, 83, 89 e 95). Marcou 114 gols em 328 partidas



Tudo Sobre Éder:
Éder Aleixo de Assis

Posição: Ponta-Esquerda

Data de Nascimento: 25/05/1957

Cidade: Vespasiano-MG

Período no Atlético: 1980-1985,
1989-1990 e 1994-1995

Primeiro jogo: 03/02/1980
Atlético 1x1 São Paulo-SP –
Amistoso

Último Jogo: 04/06/1995
Atlético 3x1 Cruzeiro-MG – Campeonato Mineiro/1995

Clube Anterior: Grêmio-RS

Clube Posterior: União São João-SP

No Atlético: Foram 368 Jogos e 122 Gols Marcados.

Títulos pelo Atlético:
Campeão Mineiro – 1980, 1981, 1982, 1983, 1989 e 1995

Sua carreira:

Categoria de Base: América-MG.

Profissional: América-MG; Grêmio-RS; ATLÉTICO (1980-1985); Internacional-SP; Palmeiras-SP; Santos-SP; Sport Recife-PE; Botafogo-RJ; Cerro Porteño-PAR; Fenerbahçe-TUR; ATLÉTICO (1989-1990); Atlético-PR; União São João-SP; Internacional-SP; Cruzeiro-MG; ATLÉTICO (1994-1995); União São João-SP; Guará-DF e Montes Claros-MG.

Apelidado de “O Bomba de Vespasiano" e de "Canhão da Vila”, tinha na potência do chute e na precisão com que colocava os companheiros na cara do gol, suas principais virtudes. Exímio cobrador de faltas e pênaltis. Temperamental e explosivo dentro e fora de campo. Ganhador da Bola de Prata da “Revista Placar” em 1983, como melhor ponta-esquerda. Jogou 52 partidas pela Seleção Brasileira, marcando 09 gols, sendo 05 partidas e 02 gols na Copa do Mundo de 1982.

FONTE: http://webgalo.comze.com/eder.php

Anônimo disse...

canhotaço!

Anônimo disse...

ótimo ponta esquerda, jogou mto aqui e foi campeao em 1977 e 1979, foi trocado em 1980 pelo paulo isidoro.

Anônimo disse...

genio

Anônimo disse...

TARCISO ANDRÉ E ÉDER!!!
ATAQUE QUE DEMOLIU EM 77 A HEGEMONIA DO TIME DE FALCÃO!!!
FOI A MAIOR BOMBA QUE VI NO GREMIO, ALIÁS O NELINHO TBÉM MINEIRO CHUTAVA FORTE E COM MUITO EFEITO.O ÉDER COBRAVA ESCANTEIOS FECHADOS. DEIXAVA O MANGA LOUCO.
FEZ MUITOS GOLS OLÍMPICOS.
MAS TREINAVA BASTANTE.ALIÁS DEVERIA SER OBRIGATÓRIO O TREINO DE CHUTES E O APRENDIZADO COM PROFESSORES.

Anônimo disse...

MALOQUEIRO....CANHOTO PONTA ESQERDA Q JOGAVA E BATIA EM GOL COMO NINGUEM!!!

carlos renato mariano disse...

O NÉLINHO É CARIOCA.